sábado, 8 de janeiro de 2011

Poemas na antologia mexicana "Porque El País No Alcanza: Poesía Emigrante de la América Latina" (Ciudad de México: Billar de Lucrécia, 2010)




Foi publicada há pouco no México a antologia Porque El País No Alcanza: Poesía Emigrante de la América Latina (Ciudad de México: Billar de Lucrécia, 2010), que traz poetas latino-americanos vivendo fora de seus países ou em constante diáspora, para quem a migração por fronteiras e o questionamento de noções de cidadania e pertencimento acabam por se tornar elementos vitais. Tenho alguns poemas incluídos no volume, com tradução para o castelhano do poeta argentino Cristian De Nápoli. Sou o único brasileiro na antologia, que traz vários mexicanos, onde naturalmente a questão de migração por fronteiras assume um caráter tão determinante. O volume tem seleção e apresentação do poeta alemão Timo Berger e prólogo de Héctor Villarreal. O livro encerra o projeto editorial mexicano Billar de Lucrécia e inclui os seguintes autores:

Omar Pimienta (Tijuana, 1978)
Alejandro Tarrab (Ciudad de México, 1972)
Maricela Guerrero (Ciudad de México, 1977)
Alejandro Zambra (Santiago de Chile, 1975)
Miguel Ildefonso (Lima, 1970)
Cristino Bogado (Asunción, 1967)
Cecilia Pavón (Mendoza, 1973)
Matías Moscardi (Buenos Aires, 1983)
Sayak Valencia (Tijuana, 1980)
Julio Espinosa Guerra (Santiago de Chile, 1974)
Diego Palmath (Lima, 1977)
Edgardo Dobry (Rosario, 1962)
Milagros Salcedo-Roguet (Lima)
Rery Maldonado (Tarija, Bolivia, 1976)
Ricardo Domeneck (São Paulo, 1977)
Lalo Barrubia (Montevideo, 1967)
Roxana Crisólogo (Lima, 1966)
Jennifer Adcock (Monterrey, 1982)
Rogelio Guedea (Colima, 1974)


.
.
.

Um comentário:

Juliana Amato disse...

que lindo. como será que consigo um?

abrazos.

Arquivo do blog