sábado, 15 de novembro de 2008

Café-da-manhã de um sábado

Após a típica noite de excessos de uma sexta-feira qualquer, café-da-manhã sob cobertores, lendo um ensaio de Susan Sontag sobre os filmes de Robert Bresson, bebendo café e terminando a manhã com Shurayukihime ou Lady Snowblood (1973), de Toshiya Fujita:

Um comentário:

Andréa Lion disse...

retrato de uma manhã insólita...

Arquivo do blog